Muitas pessoas usam os dois termos como se significassem a mesma coisa, mas essas profissões diferem bastante.

Design de Interiores é a arte e ciência de compreender o comportamento humano e criar espaços belos e funcionais no interior de uma construção.

Decoração é mobiliar e adornar o espaço com peças bonitas.

Simplificando, os designers  projetam, desenham e decoram,  os decoradores não desenham, só decoram.

O designer de interiores faz uso de soluções  criativas e técnicas para atingir um resultado funcional e atraente, que melhore a qualidade de vida do cliente.

Elementos-decoraçãoOs designers precisam conhecer e obedecer normas e regulamentações sobre muitos aspectos do seu projeto, além de encorajar a adoção dos princípios de sustentabilidade.

O processo de design de interiores segue uma metodologia que inclui pesquisa, análise e integração de conhecimento cultural e psicológico, para bem atender às expectativas e necessidades do cliente.

Uma forma simples de mostrar a diferença entre as duas profissões:

Tome como exemplo a escolha de revestimento para o piso de uma obra:

O decorador provavelmente será responsável por escolher o tipo de piso, a cor, a textura e o padrão.

Já o designer de interiores, também fará uma seleção do tipo de piso adequado ao local, a cor, textura e possível padrão( estampa) e somado a isso ele:

Vai usar seu conhecimento para avaliar essa seleção baseado nos seguintes tópicos:

  1. Resistência do material ao Tráfego
  2. Acústica
  3. Resistência do material ao fogo
  4. Propriedades do material ( componentes)
  5. Eletricidade estática
  6. Emissão de gases
  7. Sustentabilidade

avaliação-da-obra

Para formar o design de interiores existem cursos superiores com duração de 3 ou 4 anos, e os curriculuns  compreendem, dentre outras, as seguintes disciplinas:

Psicologia, antropologia, sociologia, conforto ambiental, paisagismo, desenho, técnicas de edificação, marketing, fotografia, historia da arte, historia do mobiliário, historia do design, luminotécnica, linguagem visual, maquete, arte  do design cenográfico, propriedade dos materiais, psicologia das cores, informática, CAD, ergonomia, desenvolvimento sustentável.

Uma vez formado o designer pode se responsabilizar por alterações estruturais no interior e exterior adjacente  ao espaço a ser desenhado.

Para atuar como decorador não é necessária uma educação formal. Existem cursos que tem duração de 108 horas e propõem dar uma noção básica sobre estilo de mobiliário, harmonização das cores e desenho de planta.