Conheça Tudo Sobre Revestimento 3D

Conheça Tudo Sobre Revestimento 3D

O que é Revestimento 3D?

Antes de mais nada, deixa eu te explicar o que é revestimento 3D. Quando  você cola um adesivo  ou um papel de parede comum na sua parede, eles ficam lisinhos, sem nenhuma protuberância, certo?

Isso porque, o adesivo, e a maioria dos papeis de parede, porcelanatos e cerâmicas tem apenas duas dimensões (2D), largura e comprimento. O revestimento 3D , seja ele de que material for, tem as três dimensões: LARGURA ,COMPRIMENTO e PROFUNDIDADE.

Seu desenho projeta-se para fora da superfície, e isso o torna um revestimento rico em textura visual. Ele é vendido em conjunto de placas. Normalmente  a caixa tem o número de placas correspondente  a 1m2 ( um metro quadrado).

Para quem já se cansou da pintura lisa das paredes e precisa”enriquecer”o ambiente, o revestimento tridimensional é uma solução rápida e perfeita. Sua presença trás dinamismo para a decoração. Pode ter certeza que seu ambiente vai sofrer uma transformação imediata.

 

 

Revestimento3D em porcelanato no frontão da pia. Fonte:Pinterest

 

 

As peças criam visuais com volume e movimento e, alguns modelos,  preservam as paredes contra infiltrações e sujeira. Podem ser usados em qualquer ambiente da casa. Como revestimento da parede inteira,

ou de uma murada divisória como a bancada da cozinha, ou mesmo no frontão da pia.

Em cômodos onde não há espaço para muitos móveis, como na sala de jantar dos  apartamentos modernos, esse tipo de revestimento, completa o visual, sem impedir o trânsito das pessoas.

 

 

Revestimento de PVC

Sala de jantar com revestimento 3d de PVC nas paredes. Fonte:Viva Decora

Quais tipos de Revestimento 3D existem?

Existem peças em vários materiais. Cada uma adequa-se melhor a um determinado ambiente.

Revestimento 3D em PVC:

Eu nem vou falar o nome verdadeiro do PVC, porque você como eu, não vai guardar. O que interessa é que trata-se de um tipo de plástico. O PVC rígido ( aquele dos canos) é bem resistente às chamas, porém as placas 3D são sim inflamáveis, apesar de alguns comerciantes dizerem que não. Portanto não aplique esse tipo de material na cozinha. Tirando esse aspecto, as placas tem muitas vantagens.

  1. Podem ser usados em áreas molhadas
  2. Não propagam mofo
  3. São imunes aos cupins
  4. Podem ser pintadas
  5. De fácil instalação (adesivo)

 

Revestimento 3D em GESSO:

As peças em gesso podem ser aplicadas diretamente sobre a alvenaria, e são adequadas para áreas externas e internas.

Tem ótimo custo benefício e pode receber pintura.

 

O hall de entrada  do apartamento ganha vida com um revestimento 3D Fonte:talissadecor

Revestimento 3D em CIMENTO:

O revestimento 3D em cimento também pode ser aplicado diretamente na alvenaria. Ele tem uma grande vantagem sobre os demais; pode ser produzido sob encomenda, com o formato que se desejar, pois tem uma produção fácil e de baixo custo.

É possível pinta-lo, porém muitas pessoas preferem usar na cor natural do concreto, sobretudo porque é muito usado para  revestir muros e fachadas.

Em áreas molhadas internas ou externas recomenda-se  o material receba  uma camada de resina, para que fique mais resistente à umidade.

 

 

 

Revestimento 3D em cimento dá personalidade a essa fachada. Fonte:decorsalteado

 

 

Revestimento 3D em ALUMÍNIO:

Alumínio é um material que remete a modernidade. Portanto se essa é a sua escolha,sua decoração será transformada em poucas horas, pois as placas 3D em alumínio são adesivadas, portanto sua instalação é simples e rápida e limpa.Lembre-se que alumínio é um material reflexivo, portanto se colocar em sala de TV, opte pelo acabamento escovado.

 

Sala de jantar com paredes revestias em placas 3d em PVC na cor pink. Fonte:Sygmagroup

 

Revestimento 3D em PORCELANATO:

Meia parede com porcelanato 3D Fonte: Portobello

 

 

Com certeza você já conhece tudo sobre o porcelanato normal, aquele do piso.Sabe que ele é usado em áreas externas e internas, que é durável, resistente e de fácil manutenção.  Três importantes  fabricantes de cerâmicas do país, Eliane Revestimentos, Cerâmica Portinari, e Portobello possuem linhas de revestimentos 3D com uma grande variedade de padrões e cores.

Na cozinha:

Considere revestir o frontão da pia, e a bancada da cozinha, com o revestimento 3D em porcelanato. Escolha um padrão não muito profundo, pois a limpeza inclui  percorrer as arestas e curvas. Pode parecer mais complicado, mas não se assuste. O revestimento 3D de porcelanato pode receber água e sabão abundantemente, sem que isso comprometa sua estrutura.

 

Espero ter tirado as suas dúvidas. Agora que você conhece bem esse tipo de revestimento e suas características, pensa em mudar a sua casa?  Conheça os Cursos de Decoração que ministramos e decore você mesmo a sua casa, como um profissional.

 

Leia também Os Revestimentos que Fazem mais Sucesso em 2020.

 

 

 

Design Biofílico – O Novo Design Pós COVID-19

Design Biofílico – O Novo Design Pós COVID-19

O Que É, E Como Fazê-lo Funcionar Na Sua Casa?

 

É ou não é verdade que você sempre sonhou em morar num lugar cheio de paz e tranquilidade, que estivesse conectado ao máximo com a natureza?

Esse desejo tem se manifestado nos quatro cantos do mundo por causa da pandemia e, em poucos meses, foi o suficiente para garantir uma virada no design de interiores e na arquitetura, em direção à natureza.  Conhecido como Design Biofilico , este  o propósito de incorporar a natureza no ambiente construído.

Nos próximos parágrafos vou abordar como o design de interiores está sendo a afetado pelo novo comportamento imposto pela pandemia.Primeiramente, o confinamento social, ao nos manter em casa, mostrou falhas na funcionalidade de certas áreas de nossas casas. Mostrou também ausência de boa estética e ordem em outras áreas, mas principalmente mostrou, que nos falta em casa  “recursos” capazes de nos desestressar e nos transportar para um lugar mais  restaurador e saudável.

 

 

Home Office improvisado tem que funcionar durante a pandemia. Fonte: pocketmag

 

Segundo, as mudanças impostas pela pandemia, com relação a distanciamento social, higienização, bem-estar e entretenimento vieram para ficar e tem causado rodadas de discussão entre acadêmicos e profissionais do design de interiores, na tentativa de prever a direção futura da profissão.

É certo que uma coisa já ficou clara: Design Biofílico, Biomimétrica, Design Sustentável, Design Holístico,  Design Sensorial,Psicologia do Design, Neuroarquitetura…  serão os termos mais usados no que se referir  à Design de Interiores daqui para frente. Apesar de visões  diferentes, todas essas abordagens, valorizam a relação Homen/Natureza.

Você não precisa morar numa casa com belas vistas ou próxima a praias e parques. Existe uma maneira mais fácil de introduzir princípios da Biofilia no seu dia a dia. Sobretudo, se você se lembrar como o homen tem interagido com a natureza a milhares de anos.

 

Entenda exatamente o que é Design Biofílico:

 

É a prática de criar uma estreita conexão com a natureza, através da maneira como as construções são projetadas e construídas. A palavra Biofilia significa amor pela natureza, então trata-se de um tipo de design que usa os recursos naturais para criar harmonia entre a arquitetura moderna e o mundo natural. Um excelente exemplo é imagem abaixo. A milenar árvore estava no meio do terreno, atrapalhando o projeto. Derruba-la ? Jamais. Sua presença no meio da sala é mágica,e ainda divide com magestade a área da Tv do living mais formal. O Design Biofílico pode reduzir o stress, melhorar as funções cognitivas e criativas, e apressar curas.

 

Casa no Rio de Janeiro, por Alessandro Sartore, Foto MCA estúdio via The Spaces

Veja aqui minhas 7 sugestões para você introduzir o Design Biofílico na sua casa

 

 

1. Ar Puro

Devemos ter o hábito de manter cortinas e janelas abertas para o ar e os sons entrarem nos ambientes , mas você deve estar pensando… vai entrar pó e barulho de carro…. Entretanto vale a pena testar, porque não existe experiência na natureza que nos mantenha protegidos desses aspectos.

 

Sala de estar,jantar e cozinha conjugadas com entrada de luz e ar pela claraboia/mezzanino   Fonte: Houzz Uk

 

 

2. Luz e Sombra

 

Uma das maiores evidências de que estamos com saúde, é o perfeito funcionamento do nosso ritmo cicardiano. Para,isso ele precisa ter acesso a luz do dia e da noite. Intuitivamente, mapeamos as horas do nosso dia, acompanhando as sombras mudando de lugar, a medida que o sol se move. Logo,é preciso passar algum tempo do ” lado de fora”, estreitando as fronteiras entre dentro e fora de casa. Abra a cabeça quanto a lugares para trabalhar, tenho visto muitas pessoas mudando o home office para a varanda, por exemplo.

 

Fonte: fabulouslygreen.co.uk

3. Traga a Natureza para Dentro

 

Traga a natureza para a sua sala, porque a regra número um  do Design Biofilico, é que você tenha uma conexão visual com características da natureza, antes de qualquer coisa.

Através  de uma variedade de plantas, paredes  pintadas de verde, fontes, madeira, pedra, cores e texturas comuns na natureza.

Pense por exemplo, nos benefícios de uma divisória verde. Separa os ambientes, sem pesar visualmente como uma parede.  As plantas limpam o ar e quando penduradas no teto, funcionam como um filtro no ambiente. além de tirarem o foco de  aspectos menos favoráveis de uma decoração.   Não dispense  o uso de gravuras e pinturas com imagens de árvores, flores e folhas, elas também contribuem para criar o clima.

 

Divisória de ambientes perfeita para trazer a natureza para dentro dos ambientes. Acervo Pessoal

 

 

4. Crie um Jogo de Perspectiva e Refúgio

 

Lugares fechados, onde nos sentimos seguros, porém com a chance de olhar a distância, restabelecem nosso senso de segurança e conforto. Você tem um canto, no qual suas laterais e costas ficam protegidas, enquanto você “supervisiona” o movimento?

 

Espaços privados em escritório com planta aberta. Fonte:SeatGeek’s Soho offices, por Rayon Richards

 

5. Formas e Formatos Orgânicos

 

Hoje em dia o mais comum é encontrar linhas e cantos retos nas construções. As linhas curvas como das ondas, flores,conchas tem uma complexidade bonita, porém são mais caras de conseguir.

Então invista em trabalhos criados pelo designer Giuliano Martinuzzo,  e gravuras com linhas curvas. Procure estampas de círculos, ao invés de listras, tapetes com padrões orgânicos ao invés de lisos. Decore com galhos, pedras, flores, pois seus formatos ajudam a suavizar o ambiente.

 

 

Pintura na parede realizada pelo designer Giuliano Martinuzzo

 

 

6. O Espírito do Lugar

Quem se preocupa em incorporar a natureza nas construções, com certeza tem o cuidado de não agredi-la. Então qual a palavra de ordem que combina com esse conceito quando pensamos num projeto de design de interiores?  Sustentabilidade. Reutilização e reestilização de móveis, tecidos, quadros, roupas, bolsas chapéus, etc..

Quando pensamos em arvores, associamos à madeira gasta, com imperfeições, quando pensamos em cores…. a natureza não é nem bege , nem cinza…O lado de fora da nossa casa tem sons, tem cheiros… isso tudo constitui  o espírito do lugar.

Com tantas mudanças no mundo, tenho a certeza que você não quer ficar de fora. Vem fazer a diferença e apoie a a causa da reaproveitamento da moda, conheça nomoremag.

 

 

7. Biomimétrica

 

Aqui vamos nós com uma mais um termo, que até o começo de 2020 era pouco ouvido.

Assim como Biofilia, esse princípio está surgindo nos debates  sobre o futuro do Design de Interiores  pós pandemia da  Covid-19.

Biomimétrica é a área que estuda os princípios criativos e estratégicos da natureza, visando soluções para problemas atuais da sociedade, unindo funcionalidade, estética e sustentabilidade.

Cadeiras desenhadas por Eduardo García Campos,”Majestic Monarch Chairs” Fonte:Pinterest

O que isso tem a ver com a sua casa?

 

Daqui para frente vai crescer a oferta de móveis em formatos e materiais não usuais.  Serão propostas decorações  feitas com paredes móveis, de plantas, de papelão, por exemplo.

 

Parede Dobrável de Papelão

Parede Dobrável de Papelão. A liberdade de projetar seus espaços está nas suas mãos.   Fonte:molostudio

 

A ideia é que  você tenha mais liberdade para mudar tudo de lugar, a medida que tenha necessidade de um layout (  plano de distribuição dos elementos dentro de um espaço) para seu  ambiente, seja por motivos físicos ou emocionais.

Com todas essas mudanças repentinas no mundo, chegou o momento em que você mesma (o) vai por as mãos na massa para tomar a frente da decoração dos seus espaços.

Conte comigo, acesse Decoração Sem Dúvida.e conheça meus  cursos e planos de consultoria de Design de Interiores.

Um abraço,

Silvana Hindi

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Sustentabilidade na Moda e no Design de Interiores

A Sustentabilidade na Moda e no Design de Interiores

 

Quando Stella McCartney e Vivienne Westwood  fazem parte de um movimento de responsabilidade ambiental, todo o mundo da moda presta atenção, certo? E quando 10 designers de interiores se destacam no último Salone Internazionale di Milano  por apresentarem projetos de desenvolvimento sustentável, o mundo do design redobra a atenção.

 

No design humano da marca italiana Sitia

”O trabalho humano “o novo conceito da Sitia em 2019 Fonte: pt.socialdesignmagazine.com

 

Moda e Design de Interiores Juntos Pela Mesma Causa

As marcas lideres de mercado estão se movimentando para atender um consumidor mais consciente sobre o futuro do planeta. Em menos de 10 anos, seremos mais de 9 bilhões de pessoas, demandando o que a natureza, já não pode mais nos dar.

É muito bom saber que as atitudes nessa direção não ficam apenas na Europa.  Aqui no Brasil, acaba de ser lançada uma revista digital www.nomoremag.com empenhada em informar seus leitores,  e divulgar os profissionais e marcas, que trabalham dentro da nova filosofia do design. Estética será sempre importante, mas não mais do que Sustentabilidade.

 

Fibra de côco

Revestimento de fibra de côco, opção sustentável para areas não molhadas. Fonte: pastilhart.com.br

 

 

Eu como Designer de Interiores, defendo mudarmos o foco puramente estético da decoração, para uma abordagem centrada no ser humano. Isso quer dizer que a primeira preocupação de um projeto de arquitetura e interiores, deve ser os desejos e necessidades, daquele que ocupará o espaço.

Não faz sentido colocar o homem no centro do projeto, sem realizar ações para preservar seu habitat.

O que cada um de nós pode fazer quando precisamos comprar roupas, eletrodomésticos, móveis,etc…?

Diante da imensa oferta de produtos, devemos procurar pelos  selos de certificação de sustentabilidade. Cada indústria tem os seus, e eles comprovam que as metodologias e processos envolvidos na fabricação do produto seguiram regras de preservação ambiental.

 

Cores lindas para paredes internas ou externas

Tinta a base de matérias primas naturais. Podem ser a base de plantas, animais ou minerais leves. Fonte sustentaqui.com.br

 

 

 

 

A Psicologia Ambiental nos Projetos de Design de Interiores

 

Com tudo isso em mente, fundei em 2017 a empresa  https://decoracaosemduvida.com.br/ comprometida em ensinar as pessoas a se envolverem com a decoração de suas casas. Mas ninguém decora baseado em dicas… por isso procuro embasar o que ensino em teoria científica.

A mais de 40 anos os “cientistas do lugar”, também conhecidos como psicólogos ambientais, vem pesquisando como o ser humano responde psicologicamente ao espaço físico.

Existem pesquisas que dão um panorama de como as pessoas reagem às cores, aos odores, às texturas, etc… Pintar o quarto do seu filho de amarelo, estimula-o a estudar mais.

Ninguém imagina, mas há grande relação entre a personalidade de uma pessoa e suas formas preferidas, como o layout de um espaço, por exemplo.

A altura de um pé direito interfere nas sensações despertadas nos espaços, isso só para dar alguns exemplos.

 

Design de Interiores nos Espaços Públicos

Acreditar que um espaço físico influencia o estado mental das pessoas que nele estão, fica mais simples quando pensamos nos espaços públicos.

A ciência do lugar pode contribuir muito nos projetos de construção e design de escritórios, hospitais, escolas, lojas e restaurantes por exemplo.  Todos os ramos de negócios fazem uso de tipo de  conhecimento, cada um a sua maneira,

 

 

Spa de descanso, escritório Google em Budapeste

Area de descanso no escritório da empresa Google em Budapeste, Hungria. Fonte: Behance.com

 

 

Nos hospitais, busca-se melhorar o momento do paciente, através das cores usadas , do mobiliário adaptado, dos odores, das vistas.

As escolas relatam experiências de maior assimilação das matérias, por parte dos alunos, devido a mudanças de design feitas nas salas de aula.

As lojas precisam vender sempre mais, logo tudo é pensado para envolver o potencial cliente. O uso dos materiais, formas e formatos, luzes, cores, são escolhidos, prioritariamente, para agradar o consumidor.

 

 

 Sua Casa Sustentável

 

Mas você deve estar se perguntando, o que essa tal de “Ciência do Lugar” pode fazer pela minha casa, e mais, como a sustentabilidade entra nessa história?

Em nenhum momento você vai aprender comigo a reciclar o lixo… pelo menos não o da cozinha… Mas também é sustentabilidade, reciclar os móveis, os tecidos, decorar usando coisas que fizeram parte da sua história. Sou avessa a casa tipo “vitrine de loja”.

A questão do reuso do material muitas vezes passa desapercebida. Reformar um móvel antigo, pendurar um quadro de família, são atitudes que fortalecem nosso vínculo com nossas casas.

Eu parto do princípio que a nossa casa é nosso refugio no mundo, o único lugar onde nos sentimos seguros, a salvo do” terrível mundo lá fora”. Somente nela, somos a verdadeira expressão de nós mesmos.

Só tem uma coisa triste nessa história. Não são todas as casas que estão preparadas para funcionar como esse espaço que encher nosso coração de felicidade.

 

 

 

Projeto dos arquitetos da "Casa Container Marília"

Casa contêiner tem 80% de materiais reciclados. Fonte:ciclovivo.com.br

 

Cheque  Aqui se a Sua Casa Tem: 

 

1.Espaços especialmente alocados, para que neles se cumpram, suas designadas funções.

2. Áreas privadas: uma pessoa deve ter liberdade para escolher entre interagir com os outros ou recolher-se em privacidade.

3. Peças, quadros, móveis, tecidos, que comunicam as características dos moradores ,criando oportunidades de socialização. (casa com personalidade)

4.Conforto Ambiental ( o termo descreve o grau de satisfação de um ser humano em um determinado lugar) reúne todos os  tipos de conforto;  psicológico, térmico, acústico, visual, qualidade do ar e ergonômico.

5.Continuidade. Espaços flexíveis que possam ser facilmente reconfigurados, porque as nossas necessidades mudam com o tempo.

Não se preocupe se você não conseguiu “ticar” os itens acima.

Fique comigo, porque vou tratar aqui de cada assunto da casa.

Sempre equilibrando a relação homem/espaço/natureza.

 

Abraços,

Silvana Hindi

 

 

 

 

 

 

 

Lançamentos de Revestimentos para 2020

Lançamentos de Revestimentos para 2020

Lançamentos em Revestimentos para 2020

 

No mês de Março de 2020 aconteceu em São Paulo a mais importante feira do setor de revestimentos da América Latina, A Expo Revestir 2020.

O mercado de profissionais da construção civil e design de interiores conheceu, ao longo de quatro dias, os lançamentos de revestimentos para banheiro, revestimentos para cozinha, parede e pisos. Os expositores também trouxeram metais e louças para banheiros, laminados e  madeira, rochas ornamentais e cerâmicas .

REVESTIMENTO PARA PISO CERÂMICO

 

Revestimento Cerâmico

Revestimento de piso em cerâmica reproduz os veios da madeira de demolição. Fonte www.rocaceramica.com.br

 

 

A empresa  Pantone, uma das principais ditadoras de tendência e especialista em cores, anunciou, no final de 2019 a Cor Pantone para 2020. Conhecemos na ocasião, um azul profundo e clássico, que recebeu o nome de “Classic Blue”. Essa cor inspirou fabricantes do ramo Têxtil,Cerâmico,Plástico, etc…  em especial a Roca Cerâmicas. 

A empresa criou a linha “Classic Blue”. Dentre seus produtos, destaca-se o revestimento de piso cerâmico Chroma. Novidade completa, o revestimento  é composto de réguas que simulam tábuas de madeira de demolição. Elas reproduzem os veios da madeira com perfeição, o que significa que são uma boa fonte de textura visual. Podem ser  assentadas da maneira que o cliente desejar. Não há a necessidade de fazer uma paginação. 

Estude design com quem entende, tudo sobre cores, formas ,texturas, clique no link https://decoracaosemduvida.com.br/cursocores/                

As cores usadas nas réguas  deram ao revestimento um aspecto contemporâneo. O  tom do azul é atemporal e cheio de força, remete a um céu ao anoitecer ,e  às águas mais profundas do mar.

 

 

REVESTIMENTO DE PAREDE RÚSTICO

 

Cerâmica tipo europeu

Revestimento cerâmico com aspecto artesanal. Fonte www.rocaceramica.com.br

 

 Vi o  sucesso feito  na exposição das  propostas “desgastadas”. Simulando a cerâmica artesanal italiana, a primeira vista, achamos trata-se de peças feitas uma a uma e queimadas a mão. Elas apresentam uma coloração não uniforme, e um aspecto de desgaste natural do tempo.

 Particularmente em relação ao uso desse  tipo de revestimento, recomendo muita atenção ao combina-la com o revestimento do piso por exemplo. A linha Maiolica  da Roca Cerâmicas tem uma linguagem européia, cheia de história.. Lá o uso de um material como esse não fica isolado, ele junta-se a uma janela de prédio antigo, uma balaustra, um boiserie, lá  naturalmente, já existe um “balanço”entre o passado e o presente.

 

 

REVESTIMENTO PARA PAREDE  3D

 

Revestimento de parede Metalizado

Revestimento com relevo nas cores metalizadas

 

 Seguindo a tendência de revestimentos de parede 3D, a Roca lançou a série MOB.  Composta por quatro modelos de hexágonos tridimensionais, as peças tem belíssimos relevos geométricos, e  cores metalizadas. 

 

Aliás a feira estava lotada de revestimentos com acabamento metalizado. Ideal para revestir uma parede de destaque na sala de jantar, hall de entrada, bar, por exemplo. Uma dica, essa parede precisa ser devidamente iluminada para valorizar  o trabalho tridimensional das peças. Numa sala de jantar, não conte somente com a luz emitida pelo lustre sobre a mesa, é preciso mais.

 

Outros belos exemplos de peças com relevo texturizado, vem assinado por arquitetos famosos, como Arthur Casas,Rodrigo Ohtake e Vivian Coser, que assinam linhas da Solarium Revestimentos.

Blocos de Cimento e Cobogó de Cerâmica

Foto da esquerda, a parede está revestida com blocos de cimento em vários tamanhos. Fonte:  http://www.solariumrevestimentos.com.br/blog/

 

Numa deliciosa brincadeira de encaixes visual, o arquiteto Arthur Casas cria lúdicos desenhos geométricos deslocando pequenos blocos de concreto. Com alturas diferentes, as possibilidades são imensas.

O QUE É COBOGÓ?

Se você nunca ouviu essa palavra, vem aqui comigo ver do que se trata.

Cobogó é um elemento modular da arquitetura. Vamos dizer, é um tipo de tijolo. Ele é vazado, para  permitir  a passagem de luz e ventilação. 

Surgiu no Recife, a mais ou menos 100 anos atrás, justamente para substituir paredes que bloqueavam o vento. Naquela época, os cobogós eram feitos de cimento, e com eles se construía uma “barreira”na frente das janelas, para quebrar  a incidência solar.

 

 

Revestimento em cobogó

Cobogós Geométricos em cerâmica esmaltada para uso externo www.tanto.com.br

 

Hoje o cobogó está sendo usado para dividir ambientes no interior das casas.  Ou para criar fachadas interessantes  e divisórias  vazadas em play grounds, piscinas ,etc..Está disponível em vários materiais e cores. De resina, cerâmica, madeira, plástico, vidro, entre outros. Independente do material, a presença de uma divisória de cobogó é sempre uma solução que trás interesse para a decoração, devido ao seus diferentes padrões e pela sua repetição.

 

Eu imagino que você esteja querendo escolher um revestimento para sua  casa. Por isso sugiro que dê uma olhada no meu PINTEREST CLICANDO AQUI. https://br.pinterest.com/silvanahindi/

 

Lá você vai encontrar pastas separadas com revestimentos para cozinha, para banheiro, revestimento para piso. Isso vai ajudar você selecionar suas opções.

P.S. Revestimento da capa do post:  IRIS da Roca Cerâmicas

 

 

 

 

 

 

Como tecer uma cabeceira para sua cama.

Como tecer uma cabeceira para sua cama.

Siga o passo a passo e você vai tecer uma linda cabeceira para sua cama.

 

Se você se apaixonou pelo visual aconchegante e artesanal dos trabalhos de mechas de lã macia, então temos o projeto perfeito para você.

O trabalho executado  nessa cabeceira, trocou  um tear por um pedaço de tela de bordar. Isso significa que qualquer aspirante a artista pode fazer essa belíssima peça – mesmo sem experiência anterior em tecelagem.

Para criar seu design livremente, use fios bem volumosos como lã de merino .Para seu conhecimento essa lã chama-se  lã de merino, pois Merino é uma raça ovina originária do sul de Portugal. Ela é tida como a mais nobre para uso em vestimentas e artigos de decoração.  Existem muitos tingimentos ( cores quentes, cores neutras …), e sugiro que você dedique um tempinho para decidir a palheta  de cores que pretende usar. Aprenda tudo sobre cores para sua casa aqui https://decoracaosemduvida.com.br/cursocores Com um pouco de sorte, você cria uma cabeceira exclusiva, em apenas algumas horas.

Tempo: 2 horas

Dificuldade: Iniciante

Fonte:etsy.com

 

 

Material:

Você precisará de:

Tela de bordado/tapete no tamanho desejado da cabeceira

Gancho de Trava ( parece uma agulha de crochê e serve para ajudar a puxar a lã pelos buracos da tela)

Tesoura

Agulha de tapeçaria e barbante (opcional)

4 rolos de fio de lã de merino super robusto (usamos 1  rolo  amarelo,  1 pêssego, 1 marfim e 1 branco)

Pistola de cola quente

Duas tiras de tecido de 5 cm de largura e do comprimento da sua tela.

Duas réguas de madeira  com 10 cm de largura  X   2cm de espessura, cortadas na altura desejada da cabeceira ( aproximadamente  1,40 m)

Martelo

2 pares de conectores para cabeceira – união de encaixe  ( para fixar a cabeceira na parede)

2 peças de adaptadores de  cabeceira X box colçhão ( para fixar a cabeceira no colchão)

 

Passo 1: Corte a tela no tamanho da sua cama. 

 

Meça a largura da sua cama para determinar o tamanho da cabeceira e corte a tela do tapete. Para o nosso projeto – que foi projetado para uma cama queen- size – Você deve calcular sempre 10% de sobra. Se sua cama tem 1.40m de largura some 5 cm para pregar as laterais = 1,45 cm

A partir dai, some os 10% de sobra, que depois poderão ser disfarçados.

1,45 m + 14.5 cm = 1,59.5 m de largura

Repita o mesmo procedimento com a altura.

 

Passo 2: Selecione sua lã e prepare a tela.

 

Faça as fendas menores que a largura da lã. Isso garantirá que esta fique bem presa.

 

 

Escolha um novelo de lã para começar, e use os dedos para separar delicadamente as fibras, até que a lã atinja seu volume máximo. Depois meça a largura; essa medida determinará o comprimento dos cortes que você fará na sua tela.

Use uma tesoura para cortar fendas verticais paralelas em intervalos regulares na tela. Cada fenda deve ser um pouco mais estreita que a largura total da lã que você escolheu para tecer.

 

Passo 3: Comece a tecer!

 

 

Desenrole um pedaço de fio na tela, deixando 15 cm de excesso solto nas pontas. Começando com a fenda mais próxima, use os dedos para pressionar o fio através da fenda, de modo que cerca 2 cm  de lã passe pelo lado de trás. Arrume com os dedos para fixar no lugar. Vá para a próxima fenda, arrumando o fio na tela e enfiando-o nas fendas até chegar ao lado oposto.

 

A imagem mostra a lã sendo enfiada em cada fenda feita inicialmente.

Dica: Vire a tela de vez em quando, para garantir que a lã esteja se fixando  de maneira segura e uniforme.

Passo 4: Continue a  adicionar carreiras.

 

Continue adicionando lã e tecendo novas carreiras para formar o  design que você criou. Faça uma cabeceira monocromática, alterne com cores análogas ou surpreenda combinando cores complementares. Aprenda aqui tudo sobre as cores na casa. https://decoracaosemduvida.com.br/cursocores Optamos por fazer carreiras não retas nas cores  branco, marfim, pêssego e amarelo.

 

 

O design é livre, este segue ondulações.

 

Passo 5: Cole as extremidades.

 

Depois de preencher a tela inteira, dobre as pontas da lã até as costas da tela e use uma pistola de cola quente para prendê-las. Para uma segurança extra (e bordas mais limpas), cole uma tira de tecido de 5 cm de largura em cima de cada linha de pontas de lã.

 

Essa imagem mostra a tela ao avesso. Repare como a lã que foi inserida em cada fenda, fica sobressalente quando vista por trás.

 

Passo 6: Monte a tela nas madeiras e instale contra a parede.

 

 

Pregue a tela acabada nas tábuas na altura desejada. Posicione a cabeceira finalizada na parte superior da sua cama e use dois ou quarto pares de conectores de cabeceira para prender a peça na  parede.

Agora que você fez seu primeiro projeto, que tal criar panôs para a parede usando os mesmos materiais?

 

Você gostou? Escreva para a gente contando como ficou a sua cabeceira, mande fotos e comente. Compartilhe em suas redes sociais e com quem você gosta e que como você, também curte decoração.

Iniciar Conversa
1
Tem Dúvidas Sobre os Cursos?
Oi! como posso te ajudar hoje?
Powered by