Escolher papel de parede bege, hoje em dia, é falta de imaginação.

Existem muitos benefícios em optar por colocar papel de parede ao invés de pintar as paredes. O mais óbvio é a enorme variedade de padrões disponíveis.

O papel de parede consegue sozinho dar determinado estilo para um cômodo, que sem ele, seria necessário juntar muitas peças.

Imagine que seu desejo é um quarto com inspiração retrô. É muito fácil encontrar papéis que tragam esse clima para a decoração. Imagine ares românticos, dinâmicos, imagine clima lúdicos. Realmente as opções são muitas.

A revista norte americana Elle Décor divulgou no início do ano as 7 tendências para 2017. Uma cor pantone está sempre presente, texturas e desenhos também.

A mais encantadora, na minha opinião foi a tendência das borboletas. Em tecidos, quadros, papel de parede, a  borboleta virou o mascote da vez.

Papel de parede E718-20 francês . Fabricante: Ugépa   Fonte: mundodopapeldeparede.com.br

 

Se você gosta das borboletas mas prefere desenhar seu próprio jardim, pode optar por adesivo . Cole formando o desenho que sua imaginação criar.

Fonte: www.bemcolar.com.br

 

 

Fonte: www.papeldeparededosanos70.com

As borboletas foram escolhidas pela revista e as corujas por mim.Quero mostrar como o clima muda quando muda o animal.

Este papel de corujas tem um ar retrô porque a forma como a coruja está estilizada e suas cores é característico dos anos 1980.

O próximo papel é vermelho e branco. Animais brancos sobre fundo vermelho. Quando uma estampa é monocromática é mais fácil colocar quadros sobre ela. Na imagem abaixo a ligação entre o quadro e o papel são as 3 flores precisamente na cor da parede. Sem falar que trata-se de um quadro bem expressivo.

A dificuldade de encontrar quadros que combinem com o papel é um fator que impedem as pessoas escolherem padrões grandes, e cores ousadas.

Que isso não seja um limitador para você. Lembre-se estampas clarinhas contra fundo mais intenso.

 

Fonte:bhg.com

No quarto das crianças o papel de parede de girafas e elefantes verde e branco reina absoluto. Com certeza esse fundo poderia levar um quadro.  O papel de parede é uma solução cara no Brasil, pois ainda existem poucos fabricantes.  Optar por colocar um papel é um hábito europeu, mais precisamente inglês. Foi na Inglaterra, no meio do século XIX que o uso do papel se popularizou. Como tudo que sucedeu a revolução industrial, a aparição do papel ganho adeptos imediatamente,  inclusive nas classes mais populares. Os primeiros desenhos reproduziam roseiras, lírios, dálias, entre outras flores, e eram na sua maioria, alusivos a jardins, a grande paixão dos ingleses.

Fonte:popsugar.com